ATUAÇÃO DO ENFERMEIRO JUNTO AO IDOSO EM RELAÇÃO À SÍFILIS: DESAFIOS E EXPECTATIVAS

  • RODRIGUES, ANTÔNIO PORTELA JR. FACULDADE DE SÃO PAULO
  • MELO, José Daniel Queiroz de FACULDADE DE SÃO PAULO
Palavras-chave: : Idoso. Infecções Sexualmente Transmissíveis. Sífilis. Enfermeiro.

Resumo

O objetivo desse estudo foi verificar a atuação do enfermeiro junto ao idoso sexualmente ativo, tanto
em relação à prevenção de infecções sexualmente transmissíveis, como no cuidado e tratamento da
sífilis. Notou-se com esse estudo que tratar sobre sexualidade e infecções sexualmente transmissíveis
com a população idosa ainda é desafiador para os profissionais de saúde, principalmente, porque, há a
crença de que os idosos não praticam mais relações sexuais, logo estariam livres de se contaminarem.
Ainda que as campanhas e programas voltados para a prevenção dessas infecções, sempre dá ênfase a
população mais jovem, deixando essa população em segundo plano. Nesse contexto, destacou-se a
importância do enfermeiro em desenvolver ações preventivas junto aos idosos, principalmente por meio
de ações educativas que contribuam com a ampliação da conscientização desses sujeitos quanto aos
riscos das infecções sexualmente transmissíveis, bem como da importância da adoção de métodos
preventivos, e realização de testes rápidos, para detecção. É preciso, portanto, que essas ações atendam
as características bem como as suas necessidades específicas, do idoso.

Publicado
2021-12-24
Como Citar
PORTELA RODRIGUES JUNIOR, A., & DANIEL QUEIROZ DE MELO, J. D. Q. D. M. (2021). ATUAÇÃO DO ENFERMEIRO JUNTO AO IDOSO EM RELAÇÃO À SÍFILIS: DESAFIOS E EXPECTATIVAS. Dialogando Saberes , 4(04), 74-91. Recuperado de https://revista.acfcacademus.com.br/index.php/academus/article/view/50